Páginas

sexta-feira, 25 de março de 2011

NEGANDO JESUS (Lucas 22: 31-34)

- Pedro, como todas as pessoas, especialmente aquelas que têm uma vivência longa na fé e já passaram por muitas provações, podem imaginar que jamais vacilariam, e correm um sério risco de deixar de depender do Senhor. 
- Pedro pensava que estava pronto para enfrentar qualquer provação sem correr o risco de fracassar, porque tinha consciência do amor e do respeito que nutria pelo Mestre. 
- O que ele ainda não sabia é que as tentações têm origem num mundo sobre o qual não temos domínio e, portanto, não podemos prever como será ataque (Ef. 6: 10-13). 
- Por desconhecer isso ele pensou que poderia se manter firme diante do que estava por vir. 

a)A conseqüência da fé humana diante de dificuldades: negação de Cristo (vs. 34).  
- Pedro teve um momento específico da sua vida quando ele negou Jesus. Quando é que também negamos ao Senhor? 

b) Negamos Jesus quando, como Pedro, dizemos que não O conhecemos.  
- Muitas vezes dizemos que não falamos de Cristo por não conhecer nada a Seu respeito, mesmo quando pertencemos à Igreja há muito tempo. 

c) Negamos Jesus em razão de um testemunho pessoal inadequado.  
- Outras vezes, dizemos e demonstramos que conhecemos muito da Sua Pessoa e obra, mas o nosso comportamento é inadequado. 

d) Negamos Jesus quando Ele não é a nossa prioridade.  
- Possivelmente seja uma das atitudes que mais ferem o bondoso coração do Senhor, quando O deixamos sempre para depois em nossas prioridades. 

e) Negamos Jesus quando resistimos à Sua vontade de nos engajarmos de corpo e alma à Sua causa. 
-  Jesus nos ensinou que quando orarmos devemos pedir ao Pai “que o Seu reino venha”. Porém, a nossa oração parece contrária a esse Seu desejo (Mt. 28: 19). 

f) Negamos Jesus quando não submetemos nossas vidas ao Seu senhorio.  
- É muito importante para Jesus que estabeleçamos claramente quem é o nosso senhor: Ele, ou nós mesmos? Quem governa a nossa vida, nossos objetivos: Ele, ou nós? 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário