Páginas

quarta-feira, 26 de abril de 2017

Membros do gabinete de Trump se reúnem semanalmente para orar e estudar a Bíblia



Presidente Donald Trump ora durante evento National Prayer Breakfast, em Washington. (Foto: Reuters/Carlos Barria)

As reuniões são lideradas por um pastor que atua na Casa Branca. Dentre os participantes estão o vice-presidente dos EUA e o diretor da CIA.

A cada semana, membros do gabinete do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, se reúnem na Casa Branca para a oração e estudo da Bíblia Sagrada.

As reuniões são lideradas pelo pastor Ralph Drollinger, fundador da organização Capitol Ministries, que oferece estudos bíblicos, evangelismo e discipulado para os líderes políticos. Drollinger começou a atuar em Washington no início do governo Trump.

Dentre os participantes estão o vice-presidente Mike Pence e oito secretários de gabinete, como Betsy DeVos, Ben Carson, Sonny Perdue, Rick Perry, Tom Price e Jeff Sessions; o administrador da Agência de Proteção Ambiental, Scott Pruitt e o diretor da Agência Central de Inteligência (CIA), Mike Pompeo.

“Em termos de saúde e direcionamento de um país, quando seus líderes estão buscando a Deus, a nação fica na posição de ser abençoada por Deus ‘infinitamente mais do que tudo o que pedimos ou pensamos’”, disse Drollinger se referindo ao trecho bíblico de Efésios 3:20.

O Capitol Ministries também conduz estudos bíblicos semanais na Câmara e no Senado dos EUA. O ministério iniciou os estudos bíblicos em uma série de assembléias legislativas e está atualmente trabalhando na expansão para centros legislativos internacionais.

“Este tem sido um tempo maravilhoso de oração e comunhão”, disse Drollinger. “Atualmente, eu estou dando ensinos através do Sermão da Montanha. Assim, eu distribuo um estudo semanal da Bíblia como uma lição de casa sobre um determinado tema”.

Os líderes do estudo bíblico afirmam que o presidente Donald Trump é sempre bem-vindo para se juntar a eles.

A oração e participação de líderes cristãos tem sido parte da administração de Trump durante toda a campanha. Muitos pastores tem incentivado os membros de suas igrejas a orarem pelo presidente americano.

“Devemos cobrir o presidente em oração”, disse o pastor Carl Gallups. “É óbvio que o reino demoníaco está agitado por sua presença, também é óbvio que a agenda do anticristo está furiosa com a presidência. Estes são sinais para aqueles que sabem que Trump está sendo usado pelo Senhor nestes tempos proféticos.”

Guiame

quinta-feira, 20 de abril de 2017

HUMOR - TEMPO PARA RIR

O salmista afirma que Deus habita nos céus e ri (Salmo 2.4), e o autor de Provérbios retrata a "mulher forte" como aquela que se regozija (lit. "ri") a respeito dos dias futuros (Provérbios 31.25). A vida, às vezes, é difícil, e surgem momentos em que precisamos desesperadamente de uma mudança. 

O riso é um dos meios que o Criador nos deu para trocar de marcha e entremear a monotonia com alegria. O humor é um desvio da "estrada da vida" terrena. O riso é uma receita simples e barata para curar algumas das enfermidades e o tédio da vida (Provérbios 17.22). 

Os médicos creditam propriedades curativas ao humor, principalmente em casos de doenças emocionais, como a depressão. É certo que o humor desfaz tensões e traz tranquilidade.

Com tantas tragédias na vida, optar pelo humor em lugar do desespero é um bom conselho bíblico. O humor geralmente, envolve a aceitação dos altos e baixos da vida e a determinação de não nos levarmos muito a sério. Para combater o estresse, aliviar a tensão e até proporcionar são bens preciosos.

Jesus mesmo era imprevisível, mordaz e espirituosos em sua respostas. Ele usava ironia, jogos de palavras e hipérboles para transmitir suas mensagens (veja Mateus 22.15-22, em que Jesus, com inteligência, escapa da armadilha dos fariseus e desmascara a hipocrisia deles). 

Jesus pede a um fariseu uma moeda com a efígie e a inscrição de César, na qual se declarava que César era deus, sabendo que possuir uma moeda daqueles infringia dois mandamentos (Êxodo 20.3-4).

Ao final da estrava da vida, algum dia, todos nós, provavelmente chegaremos ao mesmo lugar, mas os que derem boas risadas ao longo do caminho desfrutarão melhor a jornada e chegarão mais revigorados.

JAFÉ



Jafé sempre aparece na lista como o terceiro dos filhos de Noé depois de Sem e Cam. Alguns estudiosos acreditam que ele poderia ter sido o mais velho, porque seus filhos são os primeiros que aparecem na lista da genealogia de descendentes de Noé (Gn 10). 

De acordo com a tradição bíblica antiga, Sem foi o antecessor de todos os povos semitas; Cam dos povos africanos ou camitas; e Jafé de todas as nações restantes (os primeiros hebreus desconheciam as raças asiáticas do Oriente). 

Sem talvez tenha sido o primeiro a ser citado porque era o antecessor dos judeus, não por ser o mais velho. Dos três, Jafé é o que recebe menos atenção na Bíblia.

Depois menos as águas do dilúvio baixaram e a família de Noé estava se restabelecendo, Noé preparou um lote de vinho e se embriagou. Ficou nu em sua tenda (uma abominação para o judeus antigos), e Cam entrou na tenda e o viu.

Em vez de desviar os olhos e cobrir seu pai, ele saiu e contou o acontecido a Sem e Jafé, que entraram na tenda e cobriram Noé. Por causa das ações de Cam, Noé amaldiçoou os descendentes de Cam, dizendo que seriam escravos de Sem e Jafé. 

Abençoou Sem e Jafé, orando para que Deus ampliasse o território de Jafé e para que ele sempre fosse bem acolhido nas tendas de Sem (Gn 9.25 em diante).

Embora Sem e Cam sejam mencionados em muitas passagens, Jafé não é mencionado em nenhuma outra passagem na Bíblia, senão na genealogia de Noé em 1Crônicas (1.4 em diante).

terça-feira, 11 de abril de 2017

O QUE ROUBA A SUA PAZ? (João 16:33)

I - Que coisas podem roubam a nossa paz?
a) Coisas que perdemos (carro, casa, dinheiro e etc)
b) Coisas que gostaríamos de ter e não podemos
c) Situações que temos que enfrentar e não queremos
d) Pensamentos a respeito de coisas que temos medo que aconteçam.

II - Situações envolvendo outras pessoas podem roubar a nossa paz
a) Um filho, um parente, um vizinho, um chefe ou professor
b) Esse tipo de situação pode nos fazer "prisioneiro emocional" desta pessoa
c) O que você gostaria de ter? Isso tem ocupado sua mente e lhe roubado a paz?
d) A arma a ser desenvolvida em todas essas situações envolvendo outros é o perdão e o esquecimento, de forma que essas coisas não nos façam parar.

III - Circunstâncias da vida tem roubado sua paz?
a) Dificilmente conseguiremos mudar as circunstâncias somente pelo fato de estarmos preocupados
b) Isso está alem de seu Controle - vide Paulo e Silas na prisão
c) O dia mau pode chegar, mas a história para o crente não termina no dia mau
d) Deus também é o Deus das circunstância e sabe perfeitamente tirar proveito delas para nosso bem.

IV - Então, como ter a verdadeira paz?
a) Quem pode dar a verdadeira paz é Jesus, Ele é o Príncipe da Paz (Isaías 9:6)
b) Jesus mantém em paz aquele que esta firmado Nele (Isaías 26:3)
c) Jesus é quem dá a verdadeira paz (João 14:27)
d) Deus é o autor da paz e esmagará toda opressão maligna que tira a nossa paz.

sábado, 4 de março de 2017

TRABALHADORES EM METAL Parte1

O caldeireiro tem uma longa genealogia. Caim significa "ferreiro" e um de seus descendentes, Tubalcaim, foi descrito como "mestre de toda obra de cobre e de ferro" (Gn 4.17,22). Caim foi o pai da tribo midianita dos quenitas, que parece estar envolvida em muitos aspectos da história de Israel (veja Gn 15.19; 1Sm 15.6).

Há indícios de que tenham explorado o cobre do Sinai com os egípcios. Artefatos de metal quenita forneceram grande parte da informação arqueológica que conhecemos sobre o trabalho em metal na antiguidade.

O ouro foi um dos primeiros metais a ser extraído e usado por se encontrar num estado relativamente puro e ter condições de ser derretido a baixas temperaturas e despejado em moldes. Ele era refinado (como a prata), aquecendo-o num cadinho de barro e retirando a parte de cima do líquido com uma escumadeira, para remover as impurezas (Zc 13.9).

Eram também preparado em folhas finas para ornamentação (Jr 10.3,4) e as folhas cortadas em tiras de fios de ouro (Êx 39.3). A arte e o artesanato israelita tinha boa aceitação em vários pequenos objetos tais como jóias e os ourives eram então importantes com grupo (Ne 3.8).

O cobre era extraído do minério por meio de aquecimento. O metal era então batido e moldado com marteladas a frio. Sua extração se fazia tanto na entrada das minas como em lugares mais profundos (chegando até 50m de profundidade) e a descrição da mineração feita em Jó 28.2-11 parece ter sido escrita com base em certa experiência.

O minério era quebrado em pedaços pequenos, usando pilões de pedra, e derretido em uma fornalha simples aquecida com madeira acácia. A fornalha consistia basicamente de uma uma cova no solo, onde o lingote de cobre eram finalmente recolhido, cercada por três paredes baixas de pedra e barro.

O terceiro lado dava acesso a um fole e ao vendo predominante. Restos de pilões, fornalhas e montes de escórias são encontrados em abundância ao longo do Golfo de Ácaba.

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

CREIA EM DEUS!

Atravesse… Sem Medo
“E Jesus disse-lhe: Se tu podes crer, tudo é possível ao que crê” (Marcos 9:23).

Certo homem precisava cruzar um largo rio, coberto de gelo. Seu grande medo era que o gelo fosse muito fino e não suportasse seu peso. Abaixando-se, com as mãos e joelhos no gelo, ele começou a travessia. A cada metro ultrapassado, com grande terror, ele achava que o gelo poderia se partir fazendo-o afundar. Quando se aproximava da outra margem, quase morto de cansaço, viu passar por ele um homem com um carro carregado de barras de ferro.

Quantas bênçãos perdemos e quanta alegria desperdiçamos, simplesmente porque “achamos” que não conseguiremos, que não chegaremos a lugar algum, que somos um fracasso ou que nada dá certo em nossas vidas. Somos pessimistas espirituais e não ousamos confiar no Senhor que nos prometeu grandes vitórias.

Vivemos curvados diante das tristezas, esquecendo que a alegria do Senhor é a nossa força. Vivemos conformados com as nossas fraquezas quando deveríamos seguir em frente, confiantes na força do Senhor que nos ajuda a derrubar gigantes. Vivemos aprisionados a mentiras quando poderíamos abrir o coração para a Verdade que liberta.

O homem de nossa história achava que não seria capaz de atravessar o gelo. E nós, achamos, também, que não podemos atravessar o rio de nossas dificuldades? Achamos, também, que não podemos atingir nossos sonhos? Achamos, também, que somos um fracasso? Ora, o Senhor nos diz que não devemos temer as lutas do caminho. Ele está conosco! Ele segue ao nosso lado! Ele nos estimula nos momentos de incertezas! Ele nos garante: “Você vencerá!”
Se a sua bênção está do outro lado, levante-se, confie no Senhor e atravesse… sem medo.