Páginas

quinta-feira, 24 de maio de 2018

CURIOSIDADES SOBRE JOSÉ...

Você sabia que:
- José era bisneto de Abraão? Abraão teve oito filhos, Ismael, filho da serva Hagar, Isaque, filho de Sara, Zinrã, Jocsã, Medã, Midiã, Jisbaque e Suá, filhos de Quétura (Gênesis 25:2). Isaque casou com Rebeca e teve dois filhos: Esaú e Jacó;
- José era o décimo primeiro filho de Jacó? Só relembrando, Jacó teve duas mulheres: Lia e Raquel. Porém, dos seus doze filhos, que viriam a ser os cabeças das tribos de Israel, quatro são filhos de servas. Acompanhe conosco:

1. Rúben (filho de Lia)
2. Simeão (filho de Lia)
3. Levi (filho de Lia)
4. Judá (filho de Lia)
5. Dã (filho de Bila, escrava de Raquel)
6. Naftali (filho de Bila, escrava de Raquel)
7. Gad (filho de Zilpa, escrava de Lia)
8. Aser (filho de Zilpa, escrava de Lia)
9. Issacar (filho de Lia)
10. Zabulon filho de (Lia)
11. José (filho de Raquel)
12. Benjamim (filho de Raquel)

Então, de Raquel nasceram diretamente apenas dois filhos: José e Benjamin (Gênesis 35:24). Mais detalhes sobre o nascimento de cada um: Rúben (Gênesis 29:32), Simeão (Gênesis 29:33), Levi (Gênesis 29:34), Judá (Gênesis 29:35), Dã (Gênesis 30:5), Naphtali (Gênesis 30:7), Gad (Gênesis 30:10), Aser (Gênesis 30:12), Issacar (Gênesis 30:17), Zebulun (Gênesis 30:19), José (Gênesis 30:23) e Benjamin (Gênesis 35:18).

3. Quando o irmão materno de José, Benjamin, nasceu sua mãe morreu? Isso mesmo, leia Gênesis 35:17-19;

4. Que a história de José, narrada a partir do capítulo 37, de Gênesis, inicia quando o personagem está com 17 anos. Mais à frente compreenderemos quanto tempo se passou até que José tivesse seus sonhos cumpridos;

5. Que o livro de Gênesis se ocupa da biografia de José em 13 capítulos? A partir do 37, exceto o 38;

6. Que José trazia más notícias do comportamento dos seus irmãos a seu pai, Jacó? É o que está na última parte do versículo 2, do capítulo 37. Estes relatórios de José a seu pai faziam com que seus irmãos o odiassem. Seu pai lhe deu uma túnica de várias cores (Gênesis 37:3)? Ora uma túnica destas significa preferência sobre seus irmãos mais velhos. Esta foi uma das razões pelas quais estes o odiavam mais ainda. É uma lição para nós hoje: não devemos dar preferência a um filho em detrimento de outro, todos são da mesma carne;

7. Que José teve dois sonhos. No primeiro, ele atava molhos de cereal, quando os molhos respectivos de cada irmão, rodeavam o seu e a ele se prostravam (Gênesis 37:7). No outro sonho, o sol, a lua e onze estrelas se inclinavam diante dele (Gênesis 37:9). Estes sonhos prefiguravam o que iria acontecer no Egito, porém, devemos ter cuidado a quem contamos nossos sonhos e planos;

8. Que de Hebrom, onde morava Jacó, até Siquém, onde dez de seus filhos tinham ido apascentar seus rebanhos eram quase 60km? Mas eles não estavam aí, mas em Dotã (Gênesis 37:17), 10 km ao norte!

9. Que, a princípio, Rúben, seu irmão mais velho, não queria vender José, mas apenas dar-lhe um susto. Ele convenceu seus irmãos a colocarem José numa cova, mas pretendia raptá-lo mais tarde. Numa distração de Rúben, porém, seus irmãos venderam José para os ismaelitas (que vinham junto aos midianitas), por vinte moedas de prata (Gênesis 37:28);

10. Que José foi próspero no Egito, mesmo estando cativo, sendo servo e depois preso!? Isso contraria totalmente a noção de que temos de prosperidade (Gênesis 39:2,3,23);

11. Que José não era apenas sonhador, mas intérprete? Foi assim que ele interpretou os sonhos do padeiro e do copeiro do rei. O padeiro sonhou que carregava três cestos quando as aves comiam o que estava no terceiro cesto. José deu a interpretação de que em três dias ele seria enforcado e as aves comeriam sua carne. Já o copeiro sonhou que espremia três cachos de uva. José lhe disse que em três dias seria reabilitado. E assim aconteceu (Gênesis 39:18-22);

12. Que apesar do pedido de José para que o copeiro, uma vez reabilitado, lembrasse dele foi esquecido? Ele só lembrou de José dois anos depois do acontecimento (Gênesis 40:23-41:1);

13. Que José interpretou os sonhos de Faraó? Sete anos de vacas gordas, seguidos de sete de vacas magras. Sete anos de espigas excelentes, seguidos de sete anos de espigas castigadas pelo sol. É disso que se ocupa a maior parte do capítulo 41 de Gênesis;

14. Que Faraó deu a José o nome de Zafenate-Panéia, que significa Salvador do mundo!? (Gênesis 41:45). Na ocasião José contava com trinta anos (Gênesis 41:46);

15. Que ao contrário dos seus irmãos, foram os filhos de José que encabeçaram e deram nome às tribos!? Tanto Manassés, como Efraim, não eram filhos de Jacó, mas netos (Gênesis 48:5,6);

16. Que ao contrário de muitos adeptos da Teologia da Prosperidade, quando José se revelou a seus irmãos, apesar de todos os problemas ele não atribuiu nenhuma das dificuldades ao Diabo. Leiamos Gênesis 45:4-7: E disse José a seus irmãos: Peço-vos, chegai-vos a mim. E chegaram-se; então disse ele: Eu sou José vosso irmão, a quem vendestes para o Egito. Agora, pois, não vos entristeçais, nem vos pese aos vossos olhos por me haverdes vendido para cá; porque para conservação da vida, Deus me enviou adiante de vós. Porque já houve dois anos de fome no meio da terra, e ainda restam cinco anos em que não haverá lavoura nem sega. Pelo que Deus me enviou adiante de vós, para conservar vossa sucessão na terra, e para guardar-vos em vida por um grande livramento.

17. Que setenta pessoas da casa de Jacó vieram ao Egito, quando ele saiu de Canaã (Gênesis 46:27);

18. Que José morreu com 110 anos e foi, provavelmente, o único israelita embalsamado no Egito? Gênesis 49:22,26);

19. Que ao morrer José pediu que seu corpo fosse enterrado em Canaã? (Gênesis 50:25). Além de todas as funções dos israelitas ao sair do Egito, anos depois, havia o carregador dos ossos de José (Êxodo 13:19; Josué 24:32);

20. Que José é dos poucos homens da Bíblia, em cuja biografia não há nenhum deslize espiritual

sexta-feira, 11 de maio de 2018

FALTA VINHO NO CASAMENTO?

Está Jesus convidado para o nosso casamento? Está o Mestre na lista daqueles que almejamos ter em nossa festa? Faz Ele parte de nosso lar? Notamos no livro de João que Jesus e Seus discípulos foram convidados para as bodas de Caná. É significativo para todos nós que o primeiro milagre de Jesus foi realizado numa festa de casamento.

Algo curioso ocorreu nessa festa. Houve uma crise. Acabou o suco de uva! Não havia guaraná naquele tempo ou alguma outra bebida semelhante, que é usada nos casamentos modernos. Foi uma situação embaraçosa para os pais da noiva. Podemos imaginar o que isso provocaria em nossos dias: muito falatório!

O costume daquele tempo era de oferecer o bom vinho, ou suco de uva, logo no início, e depois que as visitas estivessem bem fartas e satisfeitas introduziam o suco inferior. Maria, a mãe de Jesus, sabia o que fazer. Ela indicou ao mestre-sala que Jesus resolveria o problema. Tinha fé e confiança em Seu Filho. Os servos foram comissionados a encher de água seis talhas de pedra, até a boca.

Qual não foi a surpresa dos convivas quando essa água foi transformada no melhor suco de uva que existia naquele tempo. Superbom! Todos ficaram maravilhados e não podiam compreender o que havia ocorrido. Realmente, a presença de Jesus num casamento é o pivô, o eixo, a mola, o fundamento, a base, a diferença… de um casamento insípido, sem graça e sem gosto, para um casamento saboroso, delicioso, refrescante como o mais puro suco de uva!

Apesar das crises dos casamentos modernos, notamos que os jovens querem casar-se. Passam pela primeira fase da lua-de-mel, têm os filhos, fazem os passeios, viajam juntos… é a fase do vinho bom.

Tudo é um mar de rosas! Porém, à medida que os anos vão passando, ocorre um fenômeno interessante: acaba o vinho! Acabam as juras de amor, as atenções, e o próprio amor que os uniu começa a se dissipar. Um novo elemento é introduzido: o vinho inferior, suco de uva de terceira qualidade.

A felicidade no lar depende da presença de Jesus em nossa vida. Somente quando Ele faz parte de todas as nossas atividades é que podemos realmente encontrar a felicidade. Somente através de Cristo é que a família cristã pode apresentar o bom vinho, o suco delicioso, desde o início de nosso lar até o fim de nossa vida. Oxalá Jesus seja um convidado permanente em nosso lar!

quinta-feira, 10 de maio de 2018

Essa Eu Gostei! Operadora Celestial

Operadora Celestial Informa: Evite Que Sua Intimidade Com Deus Seja Bloqueada.

Faça Já Uma Recarga De Pelo Menos 30 Minutos De Oração E Ganhe Bônus de Vitórias, Sabedoria, Paz, Benção, Saúde, Livramento, Etc. E Mais, Fale Com Ele De Graça Por Tempo Ilimitado, Todos Os Dias Por 24 Horas.

Discando: SALMO 46:1 Em Todas As Ligações. Promoção Valida Ate A Volta De JESUS CRISTO! 

Para Maiores Informações, Consulte Nossos Regulamentos Na Bíblia Sagrada Mais Próxima De VOCÊ... Deus te Abençoe!!!

Se gostou, compartilhe esta promoção com todos os seu amigos e amigas!

sexta-feira, 27 de abril de 2018

O DESVIO (2 Timóteo 4.1-5)

- No decurso da história da igreja sempre houve aqueles que não amam a sã doutrina. À medida que o fim se aproxima, a situação nesse sentido tornar-se-á pior (cf. 3.1-5; 1 Tm 4.1).

(1) "Não sofrerão a sã doutrina" (v. 3). Muitos professarão ser cristãos, freqüentarão as igrejas e mostrarão que servem a Deus, mas não aceitarão a fé apostólica original do NT, nem as exigências bíblicas ordenando que o crente separe-se da injustiça (3.5; cf. Rm 1.16).

(2) "Desviarão os ouvidos da verdade" (v. 4). A autêntica pregação bíblica de um homem de Deus não mais será aceita por muitas igrejas. Os desviados da verdade desejarão sermões que apresentem um evangelho menos exigente (cf. 2.18; 3.7,8; 1 Tm 6.5; Tt 1.14). Já não aceitarão trechos da Palavra de Deus que tratam de arrependimento, pecado, perdição, necessidade da santidade e de separação do mundo (cf. 3.15-17; Jr 5.31; Ez 33.32). 

(3) "Amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscências" (v. 3). Esses falsos crentes não quererão pastores segundo os padrões da Palavra de Deus (cf. 1.13,14; 1 Tm 3.1-10), mas buscarão os que toleram seus desejos egoístas e mundanos. Escolherão pregadores com dons de oratória, com a habilidade de divertir o povo e com uma mensagem que lhes assegure que é possilvel ser crente e continuar vivendo segundo a carne (cf. Rm 8.4-13; 2 Pe 2). 

(4) O Espírito Santo adverte todos que permanecem fiéis a Deus e se submetem à sua Palavra, que lhes aguardam perseguição e sofrimento, por amor à justiça (3.10-12; Mt 5.10-12). Além disso, devem separar-se das pessoas, das igrejas e das instituições que negam o poder de Deus para a salvação, e que pregam um evangelho modificado (3.5; ver Gl 1.9; 1 Tm 4.1,2; 2 Pe 2.1; Jd 3; Ap 2.24). 

(5) Devemos sempre ser leais ao evangelho do NT e aos fiéis ministros de Deus que o proclamam. Assim, poderemos ter certeza de estreita comunhão com Cristo (Ap 3.20-22) e de tempos de refrigério pela presença do Senhor (At 3.19,20).

quinta-feira, 12 de abril de 2018

A IMPORTANCIA DA PERSEVERANÇA

sermao-esboco-perseveranca
Filipenses 3: 12- 17 " v. 12-
“....mas prossigo para alcançar aquilo para o que fui alcançado por Cristo Jesus."

INTRODUÇÃO
A perseverança é uma das mais belas e maravilhosas virtudes encontradas na vida cristã, acredito que a perseverança é uma das características que compõe a base, a estrutura, o alicerce para garantirmos o sucesso, alcançando todas as vitórias almejadas na vida cristã. E, também acredito que o motivo de muitas derrotas, na vida de muitos cristãos é devido à abstinência desta admirável virtude que é a PERSEVERANÇA.

Qual a definição de perseverança?
Conservar-se firme e constante; persistir, prosseguir, continuar, Continuar a ser ou ficar; manter-se, permanecer, conservar-se, persistir, Conservar a sua força ou ação; continuar, perdurar, subsistir, persistir, Ter ou mostrar perseverança, firmeza; permanecer sem mudar ou sem variar de intento.

I. PORQUE PERSEVERAR?
Jesus nos mostrou a importância de perseverar, para alcançar a salvação."Mas aquele que perseverar até o fim será salvo", Mt 24: 13. Sem a perseverança você não pode alcançar a salvação, afinal ela é um ato feito pelo Amor de Deus, por meio de Jesus Cristo
A Bíblia nos mostra muitos homens e mulheres que perseveraram e obtiveram a conquista da sua vitória, a realização dos seus sonhos.

Exemplos bíblicos de perseverança:

Noé que perseverou, mesmo sendo criticado, humilhado, desprezado; contudo lutou na construção da arca e salvou-se juntamente com sua descendência.

Josué, perseverou em seguir ao Senhor, Js 24:15. O nome Josué no hebraico quer dizer: Jeová é Salvação e no grego significa Jesus. Josué era filho de Num, da Tribo de Efraim, era um servo fiel e companheiro de Moisés. Ele foi designado por Deus como sucessor de Moisés, e através da perseverança ele estimulou o povo a destruir Jericó e também sorteou Canaã as tribos.

Rute, foi uma mulher que perseverou diante de Boaz, mantendo-se intacta em sua reputação até ser redimida e tomada por esposa, Rt 4: 13. E por galardão de sua nobre perseverança, o seu nome foi inserido na genealogia de Cristo Jesus, Mt 1:5 .
“No Novo Testamento, Jesus o mestre da perseverança, nos ensina que devemos dar frutos com perseverança, Lc 8: 15 Jesus diz: ¨Mas a que caiu em boa terra são os que, ouvindo a Palavra com coração reto e bom, a retêm e dão fruto com perseverança.”

O apóstolo Paulo constantemente levava uma só mensagem em seu coração : "os exortavam a que permanecessem na Graça de Deus", At 13: 43.

Porém, entre todos os homens da Bíblia que vemos como exemplo de perseverança. Tomamos o exemplo de Cristo que logo no começo de seu ministério foi tentado por satanás, a não prosseguir; mas venceu este obstáculo, Mt 4: 10,11.
E após ter vencido esta difícil provação, que era de seus conflitos pessoais, os demais ele conseguiu superar, sendo vencedor nas provações seguintes. Sejamos, portanto, perseverantes em todo o trabalho que fizermos para Deus, em toda a nossa vida, II Cr 15: 7: “Vós, porém, esforçai-vos, e não desfaleçam as vossas mãos; porque a vossa obra terá uma recompensa.”

II. NÃO DEIXES DE PERSEVERAR
Tivemos alguns homens que desistiram de perseverar deixando-se levar pelo pecado e a perda da comunhão de Deus."
Judas, Mt 27:4,5"
Ananias e Safira, At 5:1-9"
Himeneu e Alexandre, I Tm 1:19,20.
Não podemos deixar de perseverar, porque a perseverança: " Nos conduz a salvação, Mt 24: 13" Nos torna santos, Cl 1: 22" Nos torna seguros, I Co 15: 58

III. AS MARAVILHAS DA PERSEVERANÇA
A perseverança trabalha na natureza, no temperamento, no comportamento do cristão, tornando-o resistente para vencer os obstáculos, II Pe 1:4.
Logo, o cristão passa ter a mente de Cristo, I Co 2: 16 .A perseverança ajuda o cristão a vencer as provações e tribulações da vida espiritual, Rm 12:12 .A perseverança é sinal de vitória, II Tm 4:7. A perseverança produz vitória !!! O cristão perseverante não pode se separar de Cristo, Gl 5: 4 .

IV. A NECESSIDADE DA PERSEVERANÇA
Devemos perseverar porque a Bíblia nos diz em Mateus 24:13 - "Mas aquele que perseverar até o fim, será salvo".
A Palavra de Deus também nos adverte em relação a apostasia, que significa: desviar-se da fé, desistir ... , não podemos parar, não podemos desistir, e sim, devemos seguir olhando para o alvo que é Cristo Jesus, I Tm 4:1-3; Mt 24:4-5. E satanás anda enganando, seduzindo o mundo, portanto não se deixe levar pelas banalidades desta vida, pelas camuflagens do inimigo, pois este mundo está rodeado de falsas aparências, seja um vencedor e tenha discernimento do Espírito de Deus para identificar as ciladas do inimigo, Ap 12:9; I Jo 2:16,17.

CONCLUSÃO
Arte da perseverança está renúncia, na busca constante da consagração e comunhão com o Senhor nosso Deus. É preciso abrir mão de muitos desejos pessoais, é preciso sacrificar as suas intenções naturais, para seguir no perfeito caminho da vontade de nosso Senhor Jesus Cristo.

quinta-feira, 8 de março de 2018

A PROFISSÃO DE JESUS


Será que Jesus era carpinteiro realmente?

No evangelho de Mateus 13.55 e em Marcos 6.3, é dito acerca da profissão de José, o pai humano de Jesus e também a profissão que o Senhor Jesus exercia antes de iniciar o seu ministério, ou seja, Jesus era CARPINTEIRO como o seu pai José. 

Entretanto, no grego, a palavra CARPINTEIRO τέκτων significa "construtor, marceneiro, aquele que trabalha com materiais duros".

Em vista disso, não seria errado traduzirmos a palavra CARPINTEIRO por PEDREIRO.

A.T. Robertson corrobora que esta palavra aplicava-se originalmente ao trabalhador em madeira ou construtor com madeira, como o carpinteiro. Era usada para referir-se a qualquer artesão ou especialista em metal ou em pedra, como também em madeira e até de escultura. 

Na Palestina, onde a madeira era um artigo raro, CARPINTEIRO também queria dizer PEDREIRO. 

Nos tempos de Jesus, as casas na Palestina geralmente eram construídas com pedra, e nunca com madeira. 

É bem provável que Jesus tenha ajudado na construção de algumas sinagogas de pedra na Galiléia e também em Cafarnaum antes de iniciar o seu ministério. 

Desse modo, Jesus utiliza algumas figuras de linguagem para seus ensinamentos extraídas desta profissão de pedreiro (veja Mateus 7.24-27, como exemplo) e, praticamente quase nenhuma figura da profissão de carpinteiro (veja Mateus 11.30, no qual Jesus utiliza a figura do jugo como exemplo para a profissão de carpinteiro). Portanto, o nosso Senhor Jesus foi um pedreiro, e, indubitavelmente, um exímio pedreiro.

quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018

ALTARES IDOLATRAS...

Lugares de adoração muitas vezes associados às práticas religiosas pagãs, à imoralidade e os sacrifícios humanos.

Depositavam-se objetos religiosos no alto de colinas, a fim de aplacar dos deuses pagãos (Números 33.52).

De modo geral, os israelitas eram proibidos por Deus de adorá-los nesses lugares; ele também ordenou a destruição dessas áreas.

Alguns dos principais ídolos do contexto bíblico do A.T. nos dias de Israel em Canaã:

Astarote - Consorte feminina de Baal, o principal deus dos cananeus. Deusa do amor, da fertilidade e da guerra. Também chamada Istar ou Ishitar pelos babilônicos, Afrodite pelos gregos e Vênus pelos romanos.

Baal - Deus cananeu da fertilidade responsável, segundo se acreditava, pela germinação dos plantios, pela multiplicação dos rebanhos e pelo aumento de filhos na comunidade. O mais conhecido dos deuses de Canaã.

Moloque - Tradicionalmente entendido como nome de um deus pagão, cujo culto incluía o sacrifício de crianças, que eram queimadas (Levitico 18.21).
Um exemplo de lugar consagrado a deuses pagãos e seus altares era Tofete.

Tofete era um lugar no vale de Ben-Hinom, no lado externo de Jerusalém, em que os israelitas apóstatas sacrificavam crianças ao deus pagão Moloque (Jeremias 7.31).

Era usado como depósito de lixo com fogos perpétuos que simbolizavam o juízo. Tofete talvez derive da palavra aramaica que significa lareira.