Páginas

quarta-feira, 26 de abril de 2017

Membros do gabinete de Trump se reúnem semanalmente para orar e estudar a Bíblia



Presidente Donald Trump ora durante evento National Prayer Breakfast, em Washington. (Foto: Reuters/Carlos Barria)

As reuniões são lideradas por um pastor que atua na Casa Branca. Dentre os participantes estão o vice-presidente dos EUA e o diretor da CIA.

A cada semana, membros do gabinete do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, se reúnem na Casa Branca para a oração e estudo da Bíblia Sagrada.

As reuniões são lideradas pelo pastor Ralph Drollinger, fundador da organização Capitol Ministries, que oferece estudos bíblicos, evangelismo e discipulado para os líderes políticos. Drollinger começou a atuar em Washington no início do governo Trump.

Dentre os participantes estão o vice-presidente Mike Pence e oito secretários de gabinete, como Betsy DeVos, Ben Carson, Sonny Perdue, Rick Perry, Tom Price e Jeff Sessions; o administrador da Agência de Proteção Ambiental, Scott Pruitt e o diretor da Agência Central de Inteligência (CIA), Mike Pompeo.

“Em termos de saúde e direcionamento de um país, quando seus líderes estão buscando a Deus, a nação fica na posição de ser abençoada por Deus ‘infinitamente mais do que tudo o que pedimos ou pensamos’”, disse Drollinger se referindo ao trecho bíblico de Efésios 3:20.

O Capitol Ministries também conduz estudos bíblicos semanais na Câmara e no Senado dos EUA. O ministério iniciou os estudos bíblicos em uma série de assembléias legislativas e está atualmente trabalhando na expansão para centros legislativos internacionais.

“Este tem sido um tempo maravilhoso de oração e comunhão”, disse Drollinger. “Atualmente, eu estou dando ensinos através do Sermão da Montanha. Assim, eu distribuo um estudo semanal da Bíblia como uma lição de casa sobre um determinado tema”.

Os líderes do estudo bíblico afirmam que o presidente Donald Trump é sempre bem-vindo para se juntar a eles.

A oração e participação de líderes cristãos tem sido parte da administração de Trump durante toda a campanha. Muitos pastores tem incentivado os membros de suas igrejas a orarem pelo presidente americano.

“Devemos cobrir o presidente em oração”, disse o pastor Carl Gallups. “É óbvio que o reino demoníaco está agitado por sua presença, também é óbvio que a agenda do anticristo está furiosa com a presidência. Estes são sinais para aqueles que sabem que Trump está sendo usado pelo Senhor nestes tempos proféticos.”

Guiame

quinta-feira, 20 de abril de 2017

HUMOR - TEMPO PARA RIR

O salmista afirma que Deus habita nos céus e ri (Salmo 2.4), e o autor de Provérbios retrata a "mulher forte" como aquela que se regozija (lit. "ri") a respeito dos dias futuros (Provérbios 31.25). A vida, às vezes, é difícil, e surgem momentos em que precisamos desesperadamente de uma mudança. 

O riso é um dos meios que o Criador nos deu para trocar de marcha e entremear a monotonia com alegria. O humor é um desvio da "estrada da vida" terrena. O riso é uma receita simples e barata para curar algumas das enfermidades e o tédio da vida (Provérbios 17.22). 

Os médicos creditam propriedades curativas ao humor, principalmente em casos de doenças emocionais, como a depressão. É certo que o humor desfaz tensões e traz tranquilidade.

Com tantas tragédias na vida, optar pelo humor em lugar do desespero é um bom conselho bíblico. O humor geralmente, envolve a aceitação dos altos e baixos da vida e a determinação de não nos levarmos muito a sério. Para combater o estresse, aliviar a tensão e até proporcionar são bens preciosos.

Jesus mesmo era imprevisível, mordaz e espirituosos em sua respostas. Ele usava ironia, jogos de palavras e hipérboles para transmitir suas mensagens (veja Mateus 22.15-22, em que Jesus, com inteligência, escapa da armadilha dos fariseus e desmascara a hipocrisia deles). 

Jesus pede a um fariseu uma moeda com a efígie e a inscrição de César, na qual se declarava que César era deus, sabendo que possuir uma moeda daqueles infringia dois mandamentos (Êxodo 20.3-4).

Ao final da estrava da vida, algum dia, todos nós, provavelmente chegaremos ao mesmo lugar, mas os que derem boas risadas ao longo do caminho desfrutarão melhor a jornada e chegarão mais revigorados.

JAFÉ



Jafé sempre aparece na lista como o terceiro dos filhos de Noé depois de Sem e Cam. Alguns estudiosos acreditam que ele poderia ter sido o mais velho, porque seus filhos são os primeiros que aparecem na lista da genealogia de descendentes de Noé (Gn 10). 

De acordo com a tradição bíblica antiga, Sem foi o antecessor de todos os povos semitas; Cam dos povos africanos ou camitas; e Jafé de todas as nações restantes (os primeiros hebreus desconheciam as raças asiáticas do Oriente). 

Sem talvez tenha sido o primeiro a ser citado porque era o antecessor dos judeus, não por ser o mais velho. Dos três, Jafé é o que recebe menos atenção na Bíblia.

Depois menos as águas do dilúvio baixaram e a família de Noé estava se restabelecendo, Noé preparou um lote de vinho e se embriagou. Ficou nu em sua tenda (uma abominação para o judeus antigos), e Cam entrou na tenda e o viu.

Em vez de desviar os olhos e cobrir seu pai, ele saiu e contou o acontecido a Sem e Jafé, que entraram na tenda e cobriram Noé. Por causa das ações de Cam, Noé amaldiçoou os descendentes de Cam, dizendo que seriam escravos de Sem e Jafé. 

Abençoou Sem e Jafé, orando para que Deus ampliasse o território de Jafé e para que ele sempre fosse bem acolhido nas tendas de Sem (Gn 9.25 em diante).

Embora Sem e Cam sejam mencionados em muitas passagens, Jafé não é mencionado em nenhuma outra passagem na Bíblia, senão na genealogia de Noé em 1Crônicas (1.4 em diante).

terça-feira, 11 de abril de 2017

O QUE ROUBA A SUA PAZ? (João 16:33)

I - Que coisas podem roubam a nossa paz?
a) Coisas que perdemos (carro, casa, dinheiro e etc)
b) Coisas que gostaríamos de ter e não podemos
c) Situações que temos que enfrentar e não queremos
d) Pensamentos a respeito de coisas que temos medo que aconteçam.

II - Situações envolvendo outras pessoas podem roubar a nossa paz
a) Um filho, um parente, um vizinho, um chefe ou professor
b) Esse tipo de situação pode nos fazer "prisioneiro emocional" desta pessoa
c) O que você gostaria de ter? Isso tem ocupado sua mente e lhe roubado a paz?
d) A arma a ser desenvolvida em todas essas situações envolvendo outros é o perdão e o esquecimento, de forma que essas coisas não nos façam parar.

III - Circunstâncias da vida tem roubado sua paz?
a) Dificilmente conseguiremos mudar as circunstâncias somente pelo fato de estarmos preocupados
b) Isso está alem de seu Controle - vide Paulo e Silas na prisão
c) O dia mau pode chegar, mas a história para o crente não termina no dia mau
d) Deus também é o Deus das circunstância e sabe perfeitamente tirar proveito delas para nosso bem.

IV - Então, como ter a verdadeira paz?
a) Quem pode dar a verdadeira paz é Jesus, Ele é o Príncipe da Paz (Isaías 9:6)
b) Jesus mantém em paz aquele que esta firmado Nele (Isaías 26:3)
c) Jesus é quem dá a verdadeira paz (João 14:27)
d) Deus é o autor da paz e esmagará toda opressão maligna que tira a nossa paz.

sábado, 4 de março de 2017

TRABALHADORES EM METAL Parte1

O caldeireiro tem uma longa genealogia. Caim significa "ferreiro" e um de seus descendentes, Tubalcaim, foi descrito como "mestre de toda obra de cobre e de ferro" (Gn 4.17,22). Caim foi o pai da tribo midianita dos quenitas, que parece estar envolvida em muitos aspectos da história de Israel (veja Gn 15.19; 1Sm 15.6).

Há indícios de que tenham explorado o cobre do Sinai com os egípcios. Artefatos de metal quenita forneceram grande parte da informação arqueológica que conhecemos sobre o trabalho em metal na antiguidade.

O ouro foi um dos primeiros metais a ser extraído e usado por se encontrar num estado relativamente puro e ter condições de ser derretido a baixas temperaturas e despejado em moldes. Ele era refinado (como a prata), aquecendo-o num cadinho de barro e retirando a parte de cima do líquido com uma escumadeira, para remover as impurezas (Zc 13.9).

Eram também preparado em folhas finas para ornamentação (Jr 10.3,4) e as folhas cortadas em tiras de fios de ouro (Êx 39.3). A arte e o artesanato israelita tinha boa aceitação em vários pequenos objetos tais como jóias e os ourives eram então importantes com grupo (Ne 3.8).

O cobre era extraído do minério por meio de aquecimento. O metal era então batido e moldado com marteladas a frio. Sua extração se fazia tanto na entrada das minas como em lugares mais profundos (chegando até 50m de profundidade) e a descrição da mineração feita em Jó 28.2-11 parece ter sido escrita com base em certa experiência.

O minério era quebrado em pedaços pequenos, usando pilões de pedra, e derretido em uma fornalha simples aquecida com madeira acácia. A fornalha consistia basicamente de uma uma cova no solo, onde o lingote de cobre eram finalmente recolhido, cercada por três paredes baixas de pedra e barro.

O terceiro lado dava acesso a um fole e ao vendo predominante. Restos de pilões, fornalhas e montes de escórias são encontrados em abundância ao longo do Golfo de Ácaba.

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

CREIA EM DEUS!

Atravesse… Sem Medo
“E Jesus disse-lhe: Se tu podes crer, tudo é possível ao que crê” (Marcos 9:23).

Certo homem precisava cruzar um largo rio, coberto de gelo. Seu grande medo era que o gelo fosse muito fino e não suportasse seu peso. Abaixando-se, com as mãos e joelhos no gelo, ele começou a travessia. A cada metro ultrapassado, com grande terror, ele achava que o gelo poderia se partir fazendo-o afundar. Quando se aproximava da outra margem, quase morto de cansaço, viu passar por ele um homem com um carro carregado de barras de ferro.

Quantas bênçãos perdemos e quanta alegria desperdiçamos, simplesmente porque “achamos” que não conseguiremos, que não chegaremos a lugar algum, que somos um fracasso ou que nada dá certo em nossas vidas. Somos pessimistas espirituais e não ousamos confiar no Senhor que nos prometeu grandes vitórias.

Vivemos curvados diante das tristezas, esquecendo que a alegria do Senhor é a nossa força. Vivemos conformados com as nossas fraquezas quando deveríamos seguir em frente, confiantes na força do Senhor que nos ajuda a derrubar gigantes. Vivemos aprisionados a mentiras quando poderíamos abrir o coração para a Verdade que liberta.

O homem de nossa história achava que não seria capaz de atravessar o gelo. E nós, achamos, também, que não podemos atravessar o rio de nossas dificuldades? Achamos, também, que não podemos atingir nossos sonhos? Achamos, também, que somos um fracasso? Ora, o Senhor nos diz que não devemos temer as lutas do caminho. Ele está conosco! Ele segue ao nosso lado! Ele nos estimula nos momentos de incertezas! Ele nos garante: “Você vencerá!”
Se a sua bênção está do outro lado, levante-se, confie no Senhor e atravesse… sem medo.

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Os cinco pastores evangélicos mais ricos do mundo são da África e pregam teologia da prosperidade.





Poucas pessoas esperavam por essa notícias, mas foi revelado recentemente que os cinco pastores evangélicos mais ricos do mundo são todos africanos, mais precisamente nascidos na Nigéria. A revelação é da revista americana Forbes, conhecida por suas listas e matérias sobre finanças, e levou em consideração apenas o patrimônio declarado legalmente pelos pastores e não o que está em nome das igrejas, empresas ou entidades ligadas a eles.

O continente mais pobre do mundo tem também o menor índice de vida e de educação e por isso muitas africanos acabam acreditando em qualquer tipo de solução milagrosa para resolver seus problemas e melhorarem suas vidas. Embora isso tenha feito que a África seja dominada por religiões ligadas a bruxaria e seitas vindas das antigas tribos residentes no local, a cristianismo vem crescendo com força no continente. Diversas igrejas conhecidas no Brasil já estão lá a muito tempo como a Quadrangular e Assembléia de Deus, além de outras que aterrissaram no continente a menos anos como as igrejas Universal, Mundial e Internacional.

Segundo a revista Forbes, os cinco pastores mais ricos do mundo conseguiram suas posses vendendo produtos diversos, desde livros e dvds a outros itens criados pelos líderes. Eles também não vivem apenas do que recebem em suas igrejas tendo diferentes tipos de ganhos como emissoras de tv evangélicas e redes de fast-foods. O Pastor Chris Oyakhilome, por exemplo, vende um devocional a 1 dolar, são dois milhões de cópias vendidas mensalmente. A Forbes também destaca que esses pastores possuem aviões próprios, relógios de marca e grandes carros de famosas e – caras – marcas.

O Bispo David Oyedepo da Living Faith World Outreach Ministry, também conhecida como Winners Chapel, tem um patrimônio líquido de 150 milhões de dólares americanos. David é o mais rico pregador da Nigéria. Desde que fundou a Living Faith World Outreach Ministry em 1981, ela cresceu e se tornou uma das maiores congregações da África com cerca de 50 mil membros. Ele possui quatro jatos particulares, residências em Londres e nos Estados Unidos, sua própria editora de livros e uma universidade voltada para alunos ricos.

Chris Oyakhilome da Believers’ Loveworld Ministries, também conhecida como Christ Embassy, possui um valor estimado entre 30 e 50 milhões de dólares. Sua igreja possui 40 mil membros, dentre eles muitos são executivos e políticos. No ano passado o carismático pregador era o centro de um caso de lavagem de dinheiro em que ele foi acusado de desvio de 35 milhões dólares de sua igreja para bancos estrangeiros. Após afirmar que sofria uma injustiça o caso foi arquivado. Oyakhilome possui jornais, revistas, uma estação de televisão local, uma gravadora, TV via satélite, hotéis e muitos imóveis próprios. Sua rede de tv é a primeira do meio cristão da África a transmitir sua programação para o resto do mundo 24 horas por dia.

Temitope Joshua da Synagogue Church Of All Nations (SCOAN) tem fortuna estimada em 15 milhões de dólares americanos. É também um dos pastor mais controversos da Nigéria e que tem mais instituições filantrópicas. Joshua comanda a SCOAN, fundada por ele em 1987, que acomoda mais de 15.000 membros aos domingos e possui ainda filiais em Gana, Reino Unido, África do Sul e Grécia. Ele é conhecido por afirmar ter poderes de curar doenças incuráveis como AIDS, câncer e paralisia. Ele é dono da Emmanuel TV, uma rede de televisão cristã e é amigo íntimo do Presidente de Gana, Atta Mills.

Matthew Ashimolowo (foto) é líder da igreja Kingsway International Christian Centre (KICC). Estima-se que Ashimolowo possua um património em torno de 10 milhões dólares. O nascimento da denominação deu-se em 1992, quando sua então igreja, a Quadrangular, decidiu envia-lo para abrir uma sucursal em Londres, mas o pastor tinha outras ideias e decidiu criar sua própria congregação no lugar. Hoje, a Kingsway International Christian Center é supostamente a maior igreja Pentecostal no Reino Unido. Em 2009, a igreja registrou lucros de quase US $ 10 milhões e ativos de US $ 40 milhões. Ashimolowo ganha de sua denominação um salário anual de US$ 200.000, mas a sua verdadeira riqueza vem de interesses empresariais variados, incluindo a sua empresa de mídia, a “Matthew Ashimolowo Mídia”, que agita a literatura cristã e e o ramo de documentários.

Chris Okotie da Household of God Church, tem as propriedade avaliadas em aproximadamente US$ 10 milhões. Pastor Okotie fazia sucesso primeiro como músico pop nos anos 80. Ele descobriu a Palavra, abraçou a Bíblia e fundou a Household of God, uma das congregações mais extravagante da Nigéria que possui hoje cerca de 5 mil membros entre eles a grande maioria formado por celebridades, músicos e pessoas da sociedade. Contestou e perdeu as eleições presidenciais na Nigéria pela terceira vez este ano com o Partido Fresh, o qual ele mesmo criou e financia. É um amante de grandes carros sendo dono de um Mercedes S600, Hummer, Porsche, entre vários outros.

Segundo a Forbes todos os valores dos patrimônios foram confirmados pelos respectivos ministérios através de emails. Apenas a igreja do Pastor Matthew Ashimolowo não respondeu aos contatos.

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

LUZ NA ESCURIDÃO

“Um dia, um menino de 3 anos estava na oficina do pai vendo-o fazer arreios e selas. Tentando imitá-lo, tomou um instrumento pontudo e começou a bater numa tira de couro. O instrumento escapou da pequena mão, atingindo-lhe o olho esquerdo. Logo mais, uma infecção atingiu o olho direito e o menino ficou totalmente cego.

Aprendeu a ajudar o pai na oficina, trazendo ferramentas e peças de couro. Frequentava a escola e todos se admiravam da sua memória. De verdade, ele não estava feliz com seus estudos. Queria ler livros. Escrever cartas, como os seus colegas.

Um dia, ouviu falar de uma escola para cegos. Aos dez anos, Louis chegou a Paris levado pelo pai, e se matriculou no instituto nacional para crianças cegas. Ali havia livros com letras grandes em relevo. Os estudantes sentiam, pelo tato, as formas das letras e aprendiam as palavras e frases.

Logo o jovem Louis descobriu que era um método limitado. As letras eram muito grandes. Uma história curta enchia muitas páginas. O processo de leitura era muito demorado. A impressão de tais volumes era muito cara. Em pouco tempo o menino tinha lido tudo que havia na biblioteca. Queria mais.

Passava noites acordado, pensando em como resolver o problema. Ouviu falar de um capitão do exército que tinha desenvolvido um método para ler mensagens no escuro. A escrita noturna consistia em conjuntos de pontos e traços em relevo no papel. Os soldados podiam, correndo os dedos sobre os códigos, ler sem precisar de luz.

Procurou o capitão Barbier que lhe mostrou como funcionava o método. Fez uma série de furinhos numa folha de papel, com um furador muito semelhante ao que cegara o pequeno. Noite após noite e dia após dia, Louis trabalhou no sistema de Barbier, fazendo adaptações e aperfeiçoando-o.

Suportou muita resistência. Os donos do instituto tinham gasto uma fortuna na impressão dos livros com as letras em relevo. Não queriam que tudo fosse por água abaixo. Com persistência, Louis Braille foi mostrando seu método. Os meninos do instituto se interessavam. À noite, às escondidas, iam ao seu quarto, para aprender.

Finalmente, aos 20 anos de idade, Louis chegou a um alfabeto legível com combinações variadas de um a seis pontos. O método Braille estava pronto. O sistema permitia também ver e escrever música. A idéia acabou por encontrar aceitação.

Semanas antes de morrer, no leito do hospital, Louis disse a um amigo: “Tenho certeza de que minha missão na Terra terminou“. Dois dias depois de completar 43 anos, Louis Braille faleceu. Nos anos seguintes à sua morte, o método se espalhou por vários países. Finalmente, foi aceito como o método oficial de leitura e escrita para aqueles que não enxergam”.

Hoje, a Sociedade Bíblica do Brasil (SBB) disponibiliza a Bíblia Braille e desenvolve, desde 1954, um programa cujo alvo principal são pessoas com deficiências visuais. Seu objetivo é promover, por meio da Bíblia, a inclusão social, facilitar o desenvolvimento cultural, oferecer apoio espiritual, estimular a alfabetização e promover a integração da pessoa com deficiência à vida comunitária.

segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

NÃO DESTRUA O SEU FUTURO (Gênesis 37)

- Há muitos que hoje estão acabando com seu futuro. Jovens e adolescente, homens e mulheres, pessoas que estão na igreja apenas de fachada. “Se não há culto na vida, não haverá vida no culto”. Pessoas que estão jogando seu futuro fora, destruindo seu futuro por coisas banais e sem valor.
- Mas temos na bíblia a história de um moço que fez toda diferença em sua geração apesar das aparentes impossibilidades.
- José foi um jovem que não destruiu o seu futuro apesar de suas imperfeições, carências, necessidades e duvidas.
- O que ele fez para não ter seu futuro destruído?

1º. Sonhou sonhos que eram verdadeiras promessas.
A. Sonhos revelações – Deus dá revelações a jovens também
B. Sonhou com coisas da sua realidade
- Sol, lua e estrelas.
- Nada fora do comum
C. Deus está procurando jovens para dar sonhos/revelações
D. Muitos estão despercebidos, infelizmente…
E. Deus quer que sonhamos até acordados
F. Provavelmente outros não vão gostar (Vs 8,11)
G. Não se preocupe, o PAI guarda tudo no coração Vs 11b.
F. Muitos porém são verdadeiros “JOSÉ´S”, caminham como ele caminhou, buscam e confiam no Senhor.

2º. Permaneça fiel que a promessa se cumprirá
A. Na cova
B. Na casa de Potifar
C. Na prisão
- O Senhor estará contigo
- Tem lugares específicos preparados por Deus para você.
- Todos verão, até os que não dão nada por vocês
- Quando Deus quer ninguém pode impedir
D. Espere o tempo de Deus

sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

PROFECIAS CUMPRIDAS EM TORNO DA MORTE DE CRISTO

- Profecias em torno da morte de Cristo: “Tudo isto, porém, aconteceu para que se cumprissem as Escrituras dos profetas”. Mateus 26.56 a.
- As seguintes profecias do Antigo Testamento, sobre a traição, o julgamento, a morte e o sepultamento de nosso Senhor Jesus Cristo, foram feitas por diferentes pessoas, em épocas distintas, em um espaço de cinco séculos, de 1000 a 500 a.C. Todas se cumpriram, literalmente.

1º- Vendido por trinta moedas de prata:
Profecia: “Eu lhes disse: se vos parece bem, dai-me o meu salário; e, se não, deixai-o. Pesaram, pois, por meu salário trinta moedas de prata”. Zacarias 11.12.
Cumprimento: “Então, um dos doze, chamado Judas Iscariotes, indo ter com os principais sacerdotes, propôs: Que me quereis dar, e eu vo-lo entregarei? E pagaram-lhe trinta moedas de prata”. Mateus 26.14-15.

2º- Traído por um amigo:
Profecia: “mas és tu, homem meu igual, meu companheiro e meu íntimo amigo. Juntos andávamos juntos nos entretínhamos e íamos com a multidão à Casa de Deus. A morte os assalte, e vivos desçam à cova! Porque há maldade nas suas moradas e no seu íntimo”. Salmos 55.13-15.
Cumprimento: “E logo, aproximando-se de Jesus, lhe disse: Salve Mestre! E o beijou. Jesus, porém, lhe disse: Amigo, para que vieste? Nisto, aproximando-se eles, deitaram as mãos em Jesus e o prenderam”. Mateus 26.49-50.

3º- O Dinheiro foi atirado para o oleiro:
Profecia: “Então, o SENHOR me disse: Arroja isso ao oleiro, esse magnífico preço em que fui avaliado por eles. Tomei as trinta moedas de prata e as arrojei ao oleiro, na Casa do SENHOR”. Zacarias 11.13.
Cumprimento: “Então, Judas, o que o traiu, vendo que Jesus fora condenado, tocado de remorso, devolveu as trinta moedas de prata aos principais sacerdotes e aos anciãos, dizendo: Pequei, traindo sangue inocente. Eles, porém, responderam: Que nos importa? Isso é contigo. Então, Judas, atirando para o santuário as moedas de prata, retirou-se e foi enforcar-se. E, tendo deliberado, compraram com elas o campo do oleiro, para cemitério de forasteiros”. Mateus 27.3-5,7.

4º- Os discípulos o abandonaram:
Profecia: “Desperta, ó espada, contra o meu pastor e contra o homem que é o meu companheiro, diz o SENHOR dos Exércitos; fere o pastor, e as ovelhas ficarão dispersas; mas volverei a mão para os pequeninos”. Zacarias 13.7.
Cumprimento: “Então, os discípulos todos, deixando-o, fugiram”. Mateus 26.56. “Então, lhes disse Jesus: Todos vós vos escandalizareis, porque está escrito: Ferirei o pastor, e as ovelhas ficarão dispersas”. Marcos 14.27.

5. Acusado por falsas testemunhas:
Profecia: “Levantam-se iníquas testemunhas e me argúem de coisas que eu não sei”. Salmo 35.11.
Cumprimento: “Ora, os principais sacerdotes e todo o Sinédrio procuravam algum testemunho falso contra Jesus, a fim de o condenarem à morte. E não acharam, apesar de se terem apresentado muitas testemunhas falsas. Mas, afinal, compareceram duas, afirmando: Este disse: Posso destruir o santuário de Deus e reedificá-lo em três dias”. Mateus 26.59-61.

6. Bateu-se e cuspiu-se nEle:
Profecia: “Ofereci as costas aos que me feriam e as faces, aos que me arrancavam os cabelos; não escondi o rosto aos que me afrontavam e me cuspiam”. Isaías 50.6
Cumprimento: “Então, uns cuspiram-lhe no rosto e lhe davam murros, e outros o esbofeteavam, dizendo: Profetiza-nos, ó Cristo, quem é que te bateu!” Mateus 26.67,68.
Observem-se os detalhes na concordância da profecia e do cumprimento:
Bater-se-á nEle. No rosto e em outras partes do corpo.
Cuspir-se-á nEle. Cuspir-se-á no Seu rosto.

7. Mudo diante dos Seus acusadores:
Profecia: “Ele foi oprimido e humilhado, mas não abriu a boca; como cordeiro foi levado ao matadouro; e, como ovelha muda perante os seus tosquiadores, ele não abriu a boca”. Isaías 53.7.
Cumprimento: “E, sendo acusado pelos principais sacerdotes e pelos anciãos, nada respondeu. Então, lhe perguntou Pilatos: Não ouves quantas acusações te fazem? Jesus não respondeu nem uma palavra, vindo com isto a admirar-se grandemente o governador”. Mateus 27.12-14.

8. Ferido e pisado:
Profecia: “Mas ele foi traspassado pelas nossas transgressões e moído pelas nossas iniqüidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados”. Isaías 53.5.
Cumprimento: “Então, Pilatos lhes soltou Barrabás; e, após haver açoitado a Jesus, entregou-o para ser crucificado. Logo a seguir, os soldados do governador, levando Jesus para o pretório, reuniram em torno dele toda a coorte. Despojando-o das vestes, cobriram-no com um manto escarlate; tecendo uma coroa de espinhos, puseram-lha na cabeça e, na mão direita, um caniço; e, ajoelhando-se diante dele, o escarneciam, dizendo: Salve rei dos judeus!” Mateus 27.26-29.

9. Ele sucumbiu sob o peso da cruz:
Profecia: “De tanto jejuar, os joelhos me vacilam, e de magreza vai mirrando a minha carne”. Salmo 109.24.
Cumprimento: “Tomaram eles, pois, a Jesus; e ele próprio, carregando a sua cruz, saiu para o lugar chamado Calvário, Gólgota em hebraico”. João 19.17. “E, como o conduzissem, constrangendo um cireneu, chamado Simão, que vinha do campo, puseram-lhe a cruz sobre os ombros, para que a levasse após Jesus”. Lucas 23.26. O Senhor Jesus Cristo, após ter sofrido muito com os açoites, ficou fraco, Seus joelhos se dobraram sob a pesada cruz. Por isso, foi necessário entregá-la a outro para ser carregada.

10. Mãos e pés traspassados:
Profecia: “Cães me cercam; uma súcia de malfeitores me rodeia; traspassaram-me as mãos e os pés”. Salmo 22.16.
Cumprimento: “Quando chegaram ao lugar chamado Calvário, ali o crucificaram, bem como aos malfeitores, um à direita, outro à esquerda”. Lucas 23.33. Jesus Cristo, foi crucificado segundo o costume dos romanos: as mãos e os pés eram perfurados por longos cravos, para pregar o corpo na cruz (compare João 20.25-27). “Disseram-lhe, então, os outros discípulos: Vimos o Senhor. Mas ele respondeu: Se eu não vir em suas mãos o sinal dos cravos, e ali não puser o dedo, e não puser a mão no seu lado, de modo algum acreditarei. Passados oito dias, estavam outra vez ali reunidos os seus discípulos, e Tomé, com eles. Estando as portas trancadas, veio Jesus, pôs-se no meio e disse-lhes: Paz seja convosco! E logo disse a Tomé: Põe aqui o dedo e vê as minhas mãos; chega também à mão e põe-na no meu lado; não sejas incrédulo, mas crente”. João 20.25-27.

11. Crucificado junto com malfeitores:
Profecia: “Por isso, eu lhe darei muitos como a sua parte, e com os poderosos repartirá ele o despojo, porquanto derramou a sua alma na morte; foi contado com os transgressores; contudo, levou sobre si o pecado de muitos e pelos transgressores intercedeu”. Isaías 53.12.
Cumprimento: “Com ele crucificaram dois ladrões, um à sua direita, e outro à sua esquerda. E cumpriu-se a Escritura que diz: Com malfeitores foi contado”. Marcos 15.27-28.

12. Ele orou pelos Seus inimigos:
Profecia: “Por isso, eu lhe darei muitos como a sua parte, e com os poderosos repartirá ele o despojo, porquanto derramou a sua alma na morte; foi contado com os transgressores; contudo, levou sobre si o pecado de muitos e pelos transgressores intercedeu”. Isaías 53.12.
Cumprimento: “Contudo, Jesus dizia: Pai perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem. Então, repartindo as vestes dele, lançaram sortes”. Lucas 23.34.

13. Eles menearam a cabeça:
Profecia: “Tornei-me para eles objeto de opróbrio; quando me vêem, meneiam a cabeça”. Salmo 109.25.
Cumprimento: “Os que iam passando blasfemavam dele, meneando a cabeça e dizendo: Ó tu que destróis o santuário e em três dias o reedificas! Salva-te, a ti mesmo, se és Filho de Deus, e desce da cruz!” Mateus 27.39,40.

14. As pessoas zombaram de Jesus:
Profecia: “Todos os que me vêem zombam de mim; afrouxam os lábios e meneiam a cabeça: Confiou no SENHOR! Livre-o ele; salve-o, pois nele tem prazer”. Salmo 22.7,8.
Cumprimento: “De igual modo, os principais sacerdotes, com os escribas e anciãos, escarnecendo, diziam: Salvou os outros, a si mesmo não pode salvar-se. É rei de Israel! Desça da cruz, e creremos nele. Confiou em Deus; pois venha livrá-lo agora, se, de fato, lhe quer bem; porque disse: Sou Filho de Deus”. Mateus 27.41-43.

15. Eles o olhavam:
Profecia: “Posso contar todos os meus ossos; eles me estão olhando e encarando em mim”. Salmo 22.17.
Cumprimento: “O povo estava ali e a tudo observava. Também as autoridades zombavam e diziam: Salvou os outros; a si mesmo se salve, se é, de fato, o Cristo de Deus, o escolhido”. Lucas 23.35.

16. Suas vestes foram repartidas e sorteadas:
Profecia: “Repartem entre si as minhas vestes e sobre a minha túnica deitam sortes”. Salmo 2.18.
Cumprimento: “Os soldados, pois, quando crucificaram Jesus, tomaram-lhe as vestes e fizeram quatro partes, para cada soldado uma parte; e pegaram também a túnica. A túnica, porém, era sem costura, toda tecida de alto a baixo. Disseram, pois, uns aos outros: Não a rasguemos, mas lancemos sortes sobre ela para ver a quem caberá para se cumprir a Escritura: Repartiram entre si as minhas vestes e sobre a minha túnica lançaram sortes. Assim, pois, o fizeram os soldados”. João 19.23,24.


17. Foi abandonado:
Profecia: “Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste? Por que se acham longe de minha salvação as palavras de meu bramido?” Salmo 22.1.
Cumprimento: “Por volta da hora nona, clamou Jesus em alta voz, dizendo: Eli, Eli, lamá sabactâni? O que quer dizer: Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste?” Mateus 27.46

18. Foram-lhe dados vinagre e fel:
Profecia: “Por alimento me deram fel e na minha sede me deram a beber vinagre”. Salmo 69.21.
Cumprimento: “Depois, vendo Jesus que tudo já estava consumado, para se cumprir a Escritura, disse: Tenho sede! Estava ali um vaso cheio de vinagre. Embeberam de vinagre uma esponja e, fixando-a num caniço de hissopo, lha chegaram à boca”. João 19.28,29.“Deram-lhe a beber vinho com fel; mas ele, provando-o, não o quis beber”. Mateus 27.34

19. Ele entregou Seu espírito a Deus:
Profecia: Nas tuas mãos, entrego o meu espírito, tu me remiste SENHOR, Deus da verdade. Salmo 31.5.
Cumprimento: “Então, Jesus clamou em alta voz: Pai nas tuas mãos entrego o meu espírito! E, dito isto, expirou”. Lucas 23.46.

20. Seus amigos ficaram de longe:
Profecia: “Os meus amigos e companheiros afastam-se da minha praga, e os meus parentes ficam de longe”. Salmo 38.11.
Cumprimento: “Entretanto, todos os conhecidos de Jesus e as mulheres que o tinham seguido desde a Galiléia permaneceram a contemplar de longe estas coisas”. Lucas 23.49.

21. Seus ossos não foram quebrados:
Profecia: “Preserva-lhe todos os ossos, nem um deles sequer será quebrado”. Salmo 34.20
Cumprimento: “Chegando-se, porém, a Jesus, como vissem que já estava morto, não lhe quebraram as pernas. Mas um dos soldados lhe abriu o lado com uma lança, e logo saiu sangue e água. Aquele que isto viu testificou, sendo verdadeiro o seu testemunho; e ele sabe que diz a verdade, para que também vós creiais. E isto aconteceu para se cumprir a Escritura: Nenhum dos seus ossos será quebrado”. João 19.33-36. Compensa analisar ainda duas outras profecias, que se referem aos Seus ossos, que também tiveram cumprimento exato, se bem que nesse caso ele não é mostrado tão claramente na Escritura: “Derramei-me como água, e todos os meus ossos se desconjuntaram...” Salmo 22.14. Não difícil entender que Jesus, tendo Suas mãos e pés pregados na cruz, teve os ossos desconjuntados, especialmente se lembrarmos que Ele foi pregado na cruz deitada no chão, que foi depois levantada. “Posso contar todos os meus ossos...” Salmo 22.17. Ele foi dependurado nu na cruz (João 19.23), de modo que seus ossos podiam ser vistos. A distensão do Seu corpo e os suplícios terríveis da crucificação levavam os ossos a ficarem ressaltados.

22. Seu coração parou:
Profecia: “Derramei-me como água, e todos os meus ossos se desconjuntaram; meu coração fez-se como cera, derreteu-se dentro de mim”. Salmo 22.14.
Cumprimento: “Mas um dos soldados lhe abriu o lado com uma lança, e logo saiu sangue e água”. João 19.34.

23. Seu lado foi traspassado:
Profecia: “E sobre a casa de Davi e sobre os habitantes de Jerusalém derramarei o espírito da graça e de súplicas; olharão para aquele a quem traspassaram; pranteá-lo-ão como quem pranteia por um unigênito e chorarão por ele como se chora amargamente pelo primogênito”. Zacarias 12.10.
Cumprimento: “Contudo, um dos soldados lhe furou o lado com uma lança, e logo saiu sangue e água”. João 19.34 (Edição Revista e Corrigida).

24. Trevas sobre a Terra:
Profecia: “Sucederá que, naquele dia, diz o SENHOR Deus, farei que o sol se ponha ao meio-dia e entenebrecerei a terra em dia claro”. Amós 8.9.
Cumprimento: “Desde a hora sexta até à hora nona, houve trevas sobre toda a terra”. Mateus 27.45.

25. Sepultado no túmulo de um rico:
Profecia: “Designaram-lhe a sepultura com os perversos, mas com o rico esteve na sua morte, posto que nunca fizesse injustiça, nem dolo algum se achou em sua boca”. Isaías 53.9.
Cumprimento: “Caindo a tarde, veio um homem rico de Arimatéia, chamado José, que era também discípulo de Jesus. Este foi ter com Pilatos e lhe pediu o corpo de Jesus. Então, Pilatos mandou que lho fosse entregue. E José, tomando o corpo, envolveu-o num pano limpo de linho e o depositou no seu túmulo novo, que fizera abrir na rocha; e, rolando uma grande pedra para a entrada do sepulcro, se retirou”. Mateus 27. 57-60.

EBAD

domingo, 8 de janeiro de 2017

NÃO TE CANSES...

Não te canses de crer, porque somente os que permanecem firmes em sua fé alcançam a plenitude das bênçãos prometidas por Deus.

Não te canses de amar, porque somente os que amam até o fim são verdadeiros seguidores do Nazareno, pois tal é o testemunho das Escrituras a Seu respeito: “como havia amado os seus, que estavam no mundo, amou-os até o fim”. Jo 13.1.

Não te canses de perdoar, porque este é o padrão usado para conosco pelo Amoroso Pai Celestial, que jamais Se recusou a oferecer-nos tão sublime dádiva, ainda quando nossas faltas eram inúmeras e se afiguravam como imperdoáveis.

Não te canses de esperar, pois o desespero é a víbora peçonhenta que deseja atingir a todos os filhos do Rei, a fim de os deixar “para aquém do Jordão”, sem jamais poderem provar as delícias da Terra Prometida.

Não te canses de aprender, posto que na aprendizagem diuturna dos caminhos e dos estatutos do Senhor reside o segredo para triunfar na vida, guardando-os até o fim, Sl 119.33.

Não te canses de ser fiel, pois somente os que assim procedem serão honrados pelo Mestre Querido com a coroa da vida e os fiéis são por esta mesma razão designados para estarem eternamente ao lado do Senhor, Sl 101.6.

Não te canses de adorar, porque no exercício da adoração nosso Isaque é poupado da morte, o leproso se torna mais importante que uma imensa multidão (Mt 8) e certos “cachorrinhos” deixam de lamber as migalhas para se fartarem com a mesa rica de comida sólida.

Não te canses de ler a Palavra, porque somente assim as bem-aventuranças (Ap 1.3) descerão sobre tua vida como chuvas que te regarão e te farão absolutamente frutífero na Casa e na Presença do Rei.

Não te canses de andar, para que possas enfim chegar ao Porto Seguro, onde já és esperado por milhões que não se deixaram vencer nem abater pelo cansaço da Jornada.

Não te canses de correr, para que sempre vejas ficando para trás aqueles que te oprimem, te desprezam e te abandonam.

Não te canses de estar na Casa do Senhor, pois, como Simeão, poderás estar dentro dela no aparecimento do Messias de todos nós.

Luta, chora, geme, persevera, continua, batalha, adora, ama, perdoa, espera, peleja – mas sem jamais te cansares.

Não te canses, pois.

GezielGomes

quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

FATOS SOBRE A CRUCIFICAÇÃO DE CRISTO

1. Encarnação é um dos temas mais fortes no vocabulário das Sagradas Escrituras, e se insere no contexto do "mistério da piedade", I Timóteo 3.16.

2. Encarnação diz respeito ao processo de identificação da Segunda Pessoa da Trindade Divina com a natureza humana, mediante o nascimento virginal.

3. É parte integrante da exigência de sacrifício para o nosso Salvador, visto que “sem derramamento de sangue não há remissão de pecado”, Hebreus 9.22.

4. Neste Natal milhões de pessoas celebraram de diferentes maneiras o nascimento do Senhor Jesus, cuja vinda a este mundo sempre significou uma duplicidade de significações.

5. Jesus nasceu para oferecer-Se a Si mesmo diante do Pai a fim de conseguir o nosso resgate, I Pe 1.18,19. Isto causou um grande sacrifício.

6. Jesus nasceu para demonstrar a glória e o poder de Deus, João 1.14. Isto causa um grande júbilo.

7. Jesus nasceu para poder apresentar-Se na Terra como Mediador entre Deus e os homens, Hebreus 10.5; I Timóteo 2.5. Isto só possível através de um sacrifício.

8. Jesus nasceu a fim de restaurar a dignidade do homem, que havia se tornado vítima indefesa de Satanás, João 10.10. Daí a causa de nosso júbilo, Efésios 1.10; I João 4.10.

9. Jesus nasceu em condições que o fizeram estar durante 33 anos um pouco inferior aos

10. Anjos, Salmo 8. Que extraordinário sacrifício para o Criador do mundo (João 1.3)!

11. Jesus nasceu para destruir a obra do Adversário, que controlava o poder da morte, Hebreus 2.14,15. Que motivo de júbilo superior!

12. Jesus nasceu para morrer. Quão penoso sacrifício!

13. Depois de morto, Jesus ressuscitou. Que sublime júbilo!

14. Que durante este final de ano tomemos algum tempo para refletir o significado do nascimento de Jesus e seu superior resultado: sacrifício e vitória!

15. Vitória e júbilo! Júbilo e vida eterna!!!

PrGezielGomes